A atividade de Extensão na UFRJ, um processo interdisciplinar educativo, cultural, científico e político que promove a interação transformadora entre universidade e outros setores da sociedade, é dirigida pela Pró-Reitoria de Extensão (PR5) em consonância com sua missão institucional e está indissociavelmente vinculada ao Ensino e à Pesquisa, a fim de promover uma interação transformadora entre universidade e demais setores da sociedade.

Como financiador da Universidade pública, gratuita e democrática, é direito de cada cidadão ter acesso ao conhecimento produzido nas universidades e dever, de cada profissional que nelas trabalham, promover a difusão deste conhecimento ao público, seja através de atividades artísticas, científicas, cursos, eventos, palestras ou quaisquer outras que sejam inclusivas à sociedade.

O Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza desenvolve inúmeros projetos voltados à população. Suas unidades trabalham com ações que incluem desde divulgação científica até educação básica. O CCMN tem clara vocação para desenvolvimento de projetos, eventos e cursos de extensão e apesar da demanda expressiva, sempre atinge um grande número de participantes.

 

Semana de Integração Acadêmica

Organizada anualmente em toda a UFRJ pelos Centros Universitários, tendo como proposta, a exposição e a discussão dos trabalhos de extensão, iniciação científica, artística e cultural promovendo um dinâmico intercâmbio entre alunos de graduação, pós-graduação, docentes e pesquisadores.

 

Atividades de Extensão das Unidades do CCMN:

 

Instituto de Física

Destaca-se o Laboratório Didático do Instituto de Física, originariamente idealizado para aprimorar o ensino de Física na UFRJ, no decorrer do tempo expandiu suas atividades como espaço de ciência para o público, em especial, para as escolas de ensino médio e fundamental. Criado em 1988, suas instalações físicas são compostas de três salas de exposição, um auditório, acervo com 160 experimentos, uma videoteca e equipamento para produção de vídeos. Os vídeos produzidos no LADIF estão disponíveis no site e no youtube.

 

Instituto de Geociências

Desenvolve importantes projetos de extensão universitária direcionados à educação ambiental na gestão de bacias hidrográficas, mapeamentos de risco na região serrana do Rio, elaboração do inventário geológico para desenvolver roteiros geoturístico entre outras atividades. Conta com o Museu da Geodiversidade, criado em 2008, dedicado a expor a história do planeta Terra e da vida nele existente e possui uma coleção mineralógica trazida por D. João VI.

 

Instituto de Matemática

Destaca-se o Projeto Fundão que atua desde 1983, com uma equipe formada de professores do IM, professores da rede de ensino fundamental e médio do Estado do Rio de Janeiro e alunos de Licenciatura deste Instituto,  que trabalha em prol da melhoria do ensino de matemática e valorização do professor. O reconhecimento do Projeto Fundão por parte das comunidades nacional e internacional de Educação Matemática pode ser comprovado pela atuação de egressos dessa equipe em coordenações de escolas, pela grande demanda por suas publicações (cerca de mil exemplares por ano), pela autoria de coleção de livros didáticos de excelente qualidade e pela intensa participação dos membros de sua equipe em palestras e eventos de formação de professores.

 

Instituto de Química

Atua em diferentes linhas, sendo conhecido como unidade pioneira em projetos de extensão e programas nesta modalidade, mesmo antes da regulamentação da Extensão na UFRJ. Destacam-se o Pré-vestibular Samora Machel e o Museu de Química Athos da Silveira Ramos, entre os muitos projetos do IQ.

 

Núcleo de Computação Eletrônica Instituto Tércio Pacitti de Aplicações e Pesquisas Computacionais

Oferece inúmeros cursos de extensão os quais são atividades de ensino com caráter formativo que visam capacitar profissionais aptos a atender as novas expectativas e demandas tecnológicas do mercado, colocando o conhecimento adquirido através das atividades de análise, reflexão e pesquisa à disposição das pessoas e organizações.

 

Observatório do Valongo

A interação entre o observatório e a comunidade iniciou no começo da década de 1960, sob a forma de cursos de fotografia astronômica e palestras de divulgação da Astronomia para escolas dos níveis fundamental e médio. Atualmente, além dos projetos de extensão, suas atividades incluem: visita ao acervo instrumental, observações do céu noturno, cursos de curta duração, palestras e desenvolvimento de material tátil para ensino de astronomia para deficientes visuais.

UFRJ Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza - CCMN/UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ